LAIPHE – Laboratório de Interação Parasito-Hospedeiro e Epidemiologia

As linhas de pesquisa da equipe proposta para o Laboratório de Interação Parasito-Hospedeiro e Epidemiologia (LaIPHE) têm, como eixo central, as doenças negligenciadas causadas por Tripanossomatídeos. Envolvendo esse tema, o laboratório propõe uma abordagem interdisciplinar, agregando subáreas de concentração sobre a Interação Parasito-Hospedeiro, Epidemiologa, desenvolvimento de novas ferramentas para diagnóstico, além da identificação de novos alvos terapêuticos e profiláticos (tratamento).

Os principais alvos de interesse do grupo são as populações humanas e caninas acometidas por essas enfermidades. Os modelos experimentais de infecção in vivo e in vitro também serão empregados para definir os mecanismos envolvidos no achado dos estudos epidemiológicos. Neste sentido, a proposta para o LaIPHE é que as diferentes áreas de atuação sejam complementares, permitindo uma maior abrangência, bem como uma maior otimização, dos estudos sobre as suas linhas de pesquisa.

Na linha de pesquisa sobre a Interação Parasito-Hospedeiro, o LaIPHE pretende abordar os mecanismos de fagocitose e autofagia, além do envolvimento da imunidade inata e adaptativa, bem como da migração celular, imunomodulação e imunopatogênese destas doenças. Ademais, o grupo tem interesse no efeito de co-morbidades e na identificação de biomarcadores para estas doenças.

Além disso, pretende-se atuar na epidemiologia destas doenças, através da identificação de fatores determinantes na transmissão e disseminação, além da avaliação de medidas de controle e desenvolvimento de novos métodos de diagnóstico, que também é de interesse do LaIPHE, através da Identificação de novos antígenos, geração de novas ferramentas e validação do potencial para diagnóstico.

Por fim, para tratamento, o laboratório pretende identificar novos alvos, investigar diferentes esquemas de administração e entrega de fármacos, bem como seus mecanismos de ação.

Gestão
Luana chaves do nascimento
Apoio Técnico-Científico
Raíssa vieira do amaral

Telefone: +55 (71) 3176-2273
E-mail: isabele.coelho@terceirizado.bahia.fiocruz.br

twitterFacebookmail

LPCT – Laboratório de Pesquisa Clínica e Translacional

Nossos objetivos:

  • Estabelecer um ambiente de pesquisa multidisciplinar, onde pesquisadores clínicos e básicos possam colaborar na investigação de doenças relevantes para a região da Bahia e do Brasil.
  • Promover a realização de estudos clínicos que visem à avaliação de novas terapias, abordagens diagnósticas e intervenções preventivas para doenças endêmicas e emergentes.
  • Realizar pesquisas translacionais que permitam a transferência de descobertas científicas para aplicações práticas na saúde pública.
  • Estabelecer parcerias nacionais e internacionais para fortalecer a colaboração científica e o intercâmbio de conhecimento.

Nossas Linhas de Pesquisa:

  • Estudos epidemiológicos e de vigilância de doenças endêmicas da região.
  • Desenvolvimento e avaliação de novas terapias farmacológicas e não farmacológicas para doenças crônicas e doenças transmitidas por vetores.
  • Investigação de biomarcadores e abordagens diagnósticas inovadoras para doenças infecciosas.

Nossas Parcerias e Colaborações

Para maximizar o impacto da pesquisa clínica e translacional, buscamos estabelecer parcerias e colaborações com outras instituições de pesquisa, hospitais, centros de referência e órgãos governamentais locais e nacionais. Através dessas parcerias, poderemos compartilhar conhecimentos, recursos e experiências, além de fortalecermos a capacidade de conduzir estudos multicêntricos, ampliando o alcance das pesquisas.

Nossa infraestrutura: O Laboratório de Pesquisa Clínica e Translacional é equipado com instalações modernas e adequadas para a realização de estudos clínicos, incluindo áreas de coleta de dados, salas de exames, laboratórios de análises clínicas e espaços para a realização de procedimentos específicos.

O laboratório conta com: (i) unidade de pesquisa clínica (Instituto de Pesquisa Clínica e Translacional, atrelado ao consórcio RePORT International e que conta com parceria com várias instituições, incluindo Fundação José Silveira, Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Faculdade ZARNS, Universidade Federal do Rio de Janeiro e Fundação de Medicina Tropical do Amazonas). (ii) unidade de laboratório seco, com infraestrutura completa para análise de dados completos, além de uma coordenação de estudos clínicos; (iii) unidade de laboratório experimental, com bancadas de experimentação e sala de cultura de células, equipamentos de última geração para realização de experimentos em patologia, imunologia e biologia molecular; (iv) unidade administrativa para dar suporte aos diversos projetos e programas científicos nacionais e internacionais do grupo.

Nossa equipe: Dr. Bruno Andrade é o responsável pela estruturação da unidade de pesquisa clínica, realização de estudos com pacientes, incluindo as questões regulatórios e de implementação. O pesquisador tem larga experiência na coordenação de consórcios multicêntricos de estudos clínicos. Dr. Artur Queiroz coordena a unidade de laboratório seco, incluindo ao manejo, preparação e análise de dados, oriundo tanto dos estudos clínicos, experimentais ou in silico. Dra. Valéria Borges e Dra. Camila de Oliveira coordenam a unidade de laboratório molhado, onde são desenvolvidas as iniciativas envolvendo modelos celulares e animais, empregando diversas tecnologias. As duas cientistas possuem histórico de publicações relevantes nestas áreas. Por fim, Dr. Andrade e sua equipe adjunta são responsáveis pela unidade administrativa, executando o gerenciamento e monitoramento dos projetos, com uma importante participação em aplicações para financiamento internacionais, o que representa grande parcela do suporte financeiro do LPCT.

O Laboratório de Pesquisa Clínica e Translacional (LPCT) na Fiocruz Bahia fortalecerá o compromisso da instituição com a pesquisa de excelência e a melhoria da saúde pública. A unidade recém-criada poderá avançar na compreensão das doenças endêmicas e emergentes da região, bem como na busca por soluções inovadoras que beneficiem diretamente a população.

Equipe: Temos uma equipe multidisciplinar, composta por pesquisadores clínicos, cientistas básicos, estatísticos, enfermeiros, técnicos de laboratório e profissionais de apoio administrativo.

Financiamento: Buscamos recursos por meio de parcerias com agências de fomento, órgãos governamentais e instituições privadas, além de concorrer a editais específicos para pesquisa clínica e translacional.

Estudantes
Caio marques landeiro torresEduardo fukutani rochaElise eduarda dos santos britoGabriel costa de santana
Pedro brito borbaRafael brito coelho
Gestão
Aline soares guzman
Apoio Técnico-Científico
Adorielze regina macedo leite
Dayse de jesus lira
Gabriela agra duarte
twitterFacebookmail

MeSP2 – Medicina e Saúde Pública de Precisão

O Centro de Medicina e Saúde Pública de Precisão visa fornecer soluções avançadas em saúde que possam ser incorporadas ao SUS. As linhas de pesquisa do MeSP2 listadas a seguir são voltadas para doenças inflamatórias e infecciosas:

1.Vigilância
2.Patologia e patogênese
3.Vacinas e terapias

Na vigilância, as abordagens serão em biomarcadores, genômica e saúde digital. A vigilância digital envolve o uso de grandes bases de dados do SUS para monitorar/identificar surtos e estudar aspectos relacionados à vacinação, como efetividade e eventos adversos. A vigilância genômica envolve o monitoramento de microrganismos/diversidade genética de patógenos para prever e controlar epidemias, além do uso de biomarcadores para a vigilância.

Na linha de patologia e patogênese de doenças inflamatórias e infecciosas o objetivo é ampliar o conhecimento sobre parasitoses e infecções virais emergentes e reemergentes, e suas consequências. São investigados mecanismos; as relações das manifestações clínicas com as variações genômicas de patógenos e do hospedeiro; biomarcadores de diagnóstico e prognóstico serão buscados utilizando ferramentas de saúde digital para estudar a doença.

Na linha de vacinas e terapias, as abordagens incluem a identificação de mecanismos e genômica para identificar alvos e usar ferramentas precisas na obtenção de candidatos. Incluem também estudos de biomarcadores e saúde digital para identificar características populacionais associadas a menor resposta vacinal e sob risco de agravamento.

A integração dessas linhas de pesquisa permitirá a identificação de alvos terapêuticos e biomarcadores promissores usando abordagens multi-OMICS (ex. RNAseq, metabolômica, proteômica) com potencial de aprimorar a precisão dos tratamentos e diagnósticos; desenvolvimento de metodologias de engenharia genética (CRISPR-Cas) aplicada ao tratamento de doenças infecciosas e parasitárias, que envolve a modificação do material genético de microrganismos para combater doenças específicas a partir de alvos identificados nos estudos de mecanismo, biomarcadores e genética; a identificação (ex. imunologia de sistemas) e caracterização (ex. microarranjo de peptídeos) de epítopos vacinais, a partir de informação genotípica do hospedeiro (MHC, TCR, BCR do hospedeiro) e do microorganismo (genoma), que podem ser alvo de resposta imunológica protetora e permitir o desenvolvimento de vacinas mais eficazes.

Essas abordagens multidisciplinares desenvolverão a medicina e a saúde pública, proporcionando diagnósticos mais precisos, tratamentos eficazes e medidas de prevenção assertivas e abrangentes.

Gestão
Layse pereira de carvalho
Apoio Técnico-Científico
Daniela da silva paixão petri
twitterFacebookmail

Divulgada lista de projetos aprovados para bolsa de IC Fapesb/Fiocruz Bahia

resultado-2016-PROIICA Coordenação do Programa Institucional de Iniciação Científica (PROIIC) da Fiocruz Bahia divulgou hoje (03/05) o resultado da primeira etapa do Processo de Seleção para bolsistas de Iniciação Científica 2016-2017, da cota institucional oferecida pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb). Foram selecionados 36 projetos, após a avaliação de três consultores Ad-Hoc externos.

Os orientadores com projetos aprovados devem indicar os estudantes, entregando a documentação prevista no edital, até o dia 12/05. De acordo com o edital, os critérios mínimos para indicação do estudante são: cópia do currículo do candidato (atualizado), impresso diretamente da Plataforma Lattes; comprovante de Matrícula 2016 do candidato; cópia do Histórico Escolar da graduação do candidato, constando mínimo de 7,0; declaração assinada pelo aluno atestando que não está concorrendo a outra bolsa de Iniciação Científica.

A Coordenação destaca que o estudante indicado para a bolsa Fapesb não poderá estar concorrendo em outro edital institucional. Para os estudante com bolsa vigente e que solicitaram a continuação no período 2016-2017, é importante ressaltar que a participação na 24ª Reunião Anual de Iniciação Científica (RAIC) é obrigatória e indispensável para a implementação da Bolsa de Iniciação Científica no novo período.

Os orientadores com projetos não contemplados, nesta chamada, poderão solicitar recurso, até o dia 06 de maio. O resultado será divulgado no dia 09 de maio.

Clique aqui para conferir a lista de projetos aprovados e demais orientações.

 

twitterFacebookmail

Divulgada programação das Conferências Clínico-patológicas 2016

ela59+Foi divulgada a programação das Conferências Clínico-patológicas 2016, que serão realizadas entre os dias 19 a 21 de maio, na Fiocruz Bahia. Com o tema “Transformado lesões anatomopatológicas em informação”, o evento é coordenado pelos pesquisadores da Fiocruz Bahia Washington dos Santos, Luiz Freitas e Sérgio Arruda e tem como público-alvo profissionais interessados em patologia renal, hepática e da pele. Dentre as atividades estão conferências, seminários de pesquisa, grupos de discussões e o curso “Interpretando lesões anatomopatológicas em pele, fígado e rim.”

Para o curso “Interpretando lesões anatomopatológicas em pele, fígado e rim”, ministrado no dia 19 de maio, serão destinadas 50 vagas para participantes selecionados, a partir de uma exposição de interesse encaminhada com o formulário de inscrição online encontrado no hotsite do evento.

Na manhã do segundo dia, haverá uma conferência que reunirá especialistas nas áreas de nefrologia, hepatologia e dermatologia com o objetivo de discutir os avanços em medicina investigativa e assistencial. Já no período da tarde, acontecerá o Seminário Anual de Pesquisas do PathoSpotter, direcionado a médicos patologistas e profissionais e estudantes das áreas de matemática e ciências da computação. Em seguida, será realizada a tradicional Sessão Anatomo-clínica para médicos e graduandos de medicina. Todas essas atividades são de acesso livres aos interessados, não requerendo inscrição.

O evento será encerrado na manhã de sábado, dia 21 de maio, com as reuniões ordinárias dos clubes de Patologia Hepática, Renal e Dermatológica, restrita a membros e convidados dos clubes.

De acordo com o coordenador do evento, o pesquisador Washington dos Santos, trata-se de um encontro com ênfase em imagens e linguagem. “Lidaremos com questões interdisciplinares inerentes à prática médica. Importante frisar que aos profissionais deste campo é importante saber como interpretar o que está escrito no laudo de um patologista”, diz. “Outro ponto que será abordado é como saber ensinar a um computador a procurar a imagem que precisamos e nos auxiliar em um diagnóstico, que será objeto do seminário do projeto PathoSpotter 2016”, completa.

Clique aqui para maiores informações.

twitterFacebookmail

Fiocruz Bahia promove workshop em parceria com a UFBA e as universidades Sorbonne

Data-BahiaA Fiocruz Bahia promove, em conjunto com a Universidade Federal da Bahia (UFBA) e as universidades Sorbonne (Paris, França), o Data Bahia, um workshop sobre o impacto, manipulação e utilização de grandes volumes de dados nas diversas áreas das ciências biomédicas, exatas e humanas. O evento acontece nos dias 25 e 26 de abril de 2016, na Faculdade de Medicina da Bahia, Terreiro de Jesus.

O encontro terá a participação de 12 palestrantes franceses, pesquisadores de duas das universidades Sorbonne (Paris 4 e Paris 6), e de 12 palestrantes brasileiros oriundos da UFBA, Fiocruz e Laboratório Nacional Computação Científica (LNCC). As apresentações serão feitas em inglês e/ou francês, e têm por objetivo identificar temas de interesse comum entre os cientistas das instituições participantes, com vistas a celebrar um forte e permanente programa de cooperação interinstitucional.

O evento é gratuito e voltado, prioritariamente, a pesquisadores das instituições envolvidas interessados tanto no estudo do impacto dos grandes volumes de dados nas diversas áreas quanto em ampliar ações de caráter internacional. Para participar, é necessário solicitar inscrição junto à Assessoria para Assuntos Internacionais (AAI) pelo telefone (71) 3283-7025 ou através do endereço eletrônico p4p6@ufba.br.

Clique aqui para acessar o programa do evento.

twitterFacebookmail

Fiocruz lamenta falecimento do pesquisador Lain Carlos Pontes de Carvalho

IMG-20160415-WA0035 (1)A Direção da Fiocruz Bahia informa, como imenso pesar, o falecimento do pesquisador Lain Carlos Pontes de Carvalho. A cerimônia de cremação ocorrerá no Cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas, às 11h, deste sábado (16/04). Em nome de toda comunidade da instituição, formada por estudantes, pesquisadores e gestores, o diretor Manoel Barral-Netto externa sua solidariedade à família, parentes e amigos deste que foi um pesquisador de excelência, um nucleador de grupo e ex-diretor da Fiocruz Bahia. “Lain foi, acima de tudo, uma figura humana, muito especial. Uma enorme perda para toda a Fiocruz”, destaca.

Formado em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em 1975, Lain, como era carinhosamente chamado, era um dos mais importantes e respeitados pesquisadores da sua geração. Além de pesquisador e ex-diretor da Fiocruz Bahia, Lain atuava na pós-graduação, com contribuições relevantes na área de imunologia, principalmente visando a biointervenção em doenças de natureza inflamatória (leishmanioses, doença de Chagas, alergia e doenças autoimunes).

 

twitterFacebookmail

PubMed é tema de curso oferecido pela Biblioteca

Cursos-continuados-PUBMED-2016A Fiocruz Bahia, por meio da Biblioteca de Ciências Biomédicas Eurydice Pires de Sant’Anna, está com inscrições abertas para o Curso PubMed, edição 2016. O evento, que será realizado no dia 12 de abril, das 15h às 17h, na sala de aula da Biblioteca, visa dar treinamento continuado ao uso de ferramentas e fontes de informação científica. Este curso integra o Programa de Treinamentos continuados da Biblioteca.

Interessados deverão se inscrever pelo e-mail biblioteca@bahia.fiocruz.br, informando nome da instituição, setor, e-mail e telefones para contato. As vagas são limitadas.

twitterFacebookmail

Fiocruz divulga edital de vagas para seleção de estágio

foto peter ilicciev (12)A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) lança edital de seleção para vagas de estágio. No total, são oferecidas 186 vagas, sendo 37 para nível intermediário e 149 para nível superior. Aos portadores de necessidades especiais são reservadas 19 vagas. A seleção visa contratar estagiários em seis unidades da Fiocruz no Brasil: Amazonas, Bahia, Brasília, Minas Gerais, Pernambuco e Rio de Janeiro.

Na Fiocruz Bahia, foram oferecidas quatro vagas disponíveis nos seguintes eixos: 1) Comunicação Social com habilitação em Jornalismo; 2) Administração; 3) Administração, Arquivologia e Biblioteconomia e 4) Ciências Biológicas, Engenharia Ambiental e Química. Na unidade baiana, todas as oportunidades são para estudantes de graduação.

As inscrições, que vão até o dia 15 de abril, podem ser feitas na página do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Será aceita apenas uma inscrição por CPF, não sendo possível a alteração dos dados após a geração do protocolo de inscrição. Os selecionados irão receber bolsas que variam de R$ 203,00 até R$ 520,00, a depender do grau de escolaridade e carga horária, além do auxílio transporte de R$ 132,00.

O resultado final da seleção será publicado no dia 11 de julho. As atividades no estágio começarão no dia 1º de agosto.

twitterFacebookmail