Efeito do Carvacrol na pressão sanguínea de ratos hipertensos é avaliado em tese

AUTORA: Atila dos Santos Batista
ORIENTADORA: Josmara Bartolomei Fregoneze
TÍTULO DA TESE: “Estudo do Efeito da Administração Central e Vascular do Carvacrol sobre a ingestão de água e sal e sobre a pressão sanguínea em ratos”
PROGRAMA: Doutorado em Patologia Humana- Fiocruz Bahia
DATA DE DEFESA: 19/05/2017

 

RESUMO

INTRODUÇÃO: A hipertensão arterial tem sido associada como sendo a principal causa da redução da qualidade e expectativa de vida dos indivíduos por ser importante fator de risco para doenças que envolvem a aterosclerose e trombose com consequente acometimento cardíaco, cerebral, renal e vascular. A medicina tradicional, que está associada ao uso de plantas medicinais, tem contribuído de forma significante para o desenvolvimento de fármacos para o tratamento de doenças cardiovasculares. Estudos têm demonstrado a ação dos monoterpenos em diferentes atividades farmacológicas, entre elas sobre o sistema cardiovascular. Foi observado que o CVC, um monoterpeno característico da família Labiateae, apresenta ação hipotensora em ratos anestesiados tratados previamente com L-NAME. OBJETIVOS: a) avaliar a ação periférica do CVC na PA e na FC em animais com hipertensão vascular; b) avaliar a ação periférica do CVC na PA e na FC em ratos com hipertensão renovascular; c) avaliar a ação periférica do CVC sobre a PA e a FC em ratos espontaneamente hipertensos; d) avaliar a ação central do CVC sobre a PA e a FC em animais espontaneamente hipertensos; e) avaliar a ação central do CVC no apetite por sódio em animais espontaneamente hipertensos. MATERIAL E MÉTODOS: Foram utilizados ratos wistar para o modelo de hipertensão vascular e renovascular (200-250g) e animais SHR para o modelo de hipertensão espontânea. Os animais receberam implante de catéter na carótida esquerda e na femoral para análise da PA e administração do CVC. Além deste procedimento cirúrgico os animais SHR receberam implante de uma cânula guia no VL para verificação da ação central do CVC. RESULTADOS: Os animais referentes aos três modelos de hipertensão receberam diferentes doses de carvacrol na veia femoral verificando-se resposta hipotensora e bradicárdica nos três tipos experimentais de modelos de hipertensão. No comportamento de ingestão de sódio e na resposta cardiovascular central do CVC os animais SHR receberam injeções no VL de CVC onde foi observada a ação inibitória do mesmo no comportamento de ingestão de sódio bem como resposta hipotensora neste modelo de hipertensão espontânea. CONCLUSÃO: O presente trabalho mostra que o CVC apresenta efeito hipotensor e bradicárdico em três diferentes modelos experimentais de hipertensão e que sua natureza lipofílica garante efeito central no controle da pressão arterial e no comportamento de apetite por sódio em SHR.

 

Palavras-chave: carvacrol, hipertensão, equilíbrio   hidroeletrolítico.

twitterFacebookmail