Home > Fiocruz e Você > Comunicação > Notícias

Cursos de pós-graduação da Fiocruz Bahia têm excelência em avaliação da Capes

capes 6Os programas de pós-graduação em Patologia Humana (PgPAT – Fiocruz/UFBA) e em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa (PgBSMI) da Fiocruz Bahia receberam conceito 6, na última avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal do Ensino Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC). O resultado da avaliação quadrienal, cuja nota máxima é 7, foi divulgado nesta quarta-feira (20/9).

Este resultado é importante para a instituição, pois consolida a qualidade dos cursos. O PgBSMI passou do conceito 4 para 6 e o PgPAT manteve seu nível de excelência com conceito 6. A atribuição das notas 6 e 7 é reservada aos programas que têm desempenho reconhecidamente elevado e que podem ser comparados a programas de boa qualidade no exterior. São considerados: a formação expressiva de mestres e, sobretudo, de doutores, com elevada qualificação; produção científica de elevada qualidade aferida pela publicação de artigos por docentes permanentes e discentes em periódicos dos estratos superiores do Qualis (A1 e A2); inserção nacional e, especialmente, internacional; e consolidação e liderança nacional.

A vice-diretora de Ensino da Fiocruz Bahia, Patrícia Tavares Veras, afirmou que o resultado salienta a qualidade das publicações e do desempenho dos professores e alunos. Veras também ressaltou a importância do trabalho da Secretaria Acadêmica, que dá suporte diário aos docentes e discentes; do professor do PgBSMI Edson Duarte e da coordenadora geral das pós-graduações da Fiocruz, Cristina Guilam, que através de relatório fundamentaram a mudança da área de concentração do curso, antes de Biotecnologia, para Medicina 2; e do trabalho do novo coordenador do curso, o pesquisador Guilherme Ribeiro.

“O PgPat já é um curso consolidado, sendo o programa de Patologia melhor avaliado do Nordeste. O avanço para o conceito 6 pelo PgBSMI é muito significativo para a instituição, além de possibilitar aumento de financiamento e autonomia na administração dos recursos. Adicionalmente, acredito que poderemos ampliar o apoio à mobilidade estudantil e o processo de internacionalização fundamental para que os cursos passem para o nível 7”, afirmou a vice-diretora.

Empenho Coletivo

O coordenador do PgBSMI destacou a importância do resultado obtido e citou alguns avanços no curso que permitiram a ascensão do conceito do curso. “A nota 6 é um reconhecimento pela elevada qualidade do nosso programa em diversos aspectos. Temos um corpo docente de excelência, comprometido socialmente e engajados em produzir avanços científicos e tecnológicos que possam se traduzir em melhorias para a saúde e qualidade de vida das populações. Nossos alunos têm publicado conjuntamente com os docentes do programa de forma regular e essa produção tem alta qualidade”, explicou.

Ribeiro recordou que, em levantamento realizado no início do ano, durante o preparo do relatório para a Capes, identificou-se que 40% dos artigos com participação de alunos e professores do programa no último quadriênio tinham sido publicados em revistas de alto impacto, com Qualis A1 ou A2. “Além disso, o curso vem apresentando um expressivo crescimento no número de pós-graduados titulados. Mais da metade dos mestres e doutores que formamos defenderam suas dissertações e teses nos últimos quatro anos”.

E aproveitou para parabenizar todos que têm trabalhado pelo sucesso do programa. “Esse resultado é fruto do trabalho de muitos que tem contribuído para o crescimento curso desde sua abertura em 2006: coordenadores do programa, membros do colegiado, docentes, discentes, secretaria acadêmica e diretores do centro, todos tem um papel importante nessa conquista”, comemorou.

A pesquisadora da Fiocruz Bahia e coordenadora do PgPAT, Claudia Brodskyn, recebeu com “orgulho e satisfação” o resultado da Capes. “Continuamos sendo um curso de excelência e aproveitarmos o momento para agradecer todos os nossos professores, alunos, secretárias, diretoria e vice-diretoria de ensino do Instituto Gonçalo Moniz, bem como a Pró-Reitoria de Ensino da UFBA que sempre tem nos apoiado em todas as nossas ações”, declarou.

twitterFacebookmail